29.5.06

A Noite


Hoje a noite está calma, um silêncio demasiado assustador.... É um oposto.. Em mim renasceu um conflito, uma guerra psicológia, uma fúria anormal do meu ser... Tentei recorrer a alguns amigos, mas aí sim a guerra começou... Quais amigos??? Tenho amigos??? Será que durante a minha existência, não fiz amigos??? Mas eis que alguém me supreendeu, uma amiga, de longa data, que está bem longe, noutro país... Que bom, telefonou-me passados uns minutos de receber a minha mensagem... Ligou-me para me reconfortar de uma maneira que só ela sabe...

Os outros.... Ignorância total....

Entristece-me, mas questiono-me, não saberei eu fazer amizades puras??? Ou de facto, é uma consequência do nosso mundo actual... Sinceramente, não sei...

Sei, que vivo só, só em espirito, só com os meus sonhos, só com as minhas tristezas...

sinto-me desiludido, comigo, com os outros, com o mundo... será que a nossa existência resume-se na luta permanente de simplesmente ficarmos vivos? De que vale isso?
Não posso, não quero, não acredito nisso... No entanto, os momentos bons, são tão escassos, de tão curta duração... Inesqueciveis, sem dúvida, mas insuficientes... Penso no "Carpe Diem", mas será possível, não pensarmos no passado, ou no futuro, acho que não, pelo menos definitivamente, senão de que valiam os sonhos?

Gosto de sonhar, mas sofro com os meus sonhos... O sonho é uma ilusão, se não lutarmos por ele...

1 comentário:

Sorina disse...

Sinceiramente, a unica coisa que tenho a dizer é concordo contigo.

Ter um verdadeiro amigo todos nos queremos, mas os verdadeiros amigos sao raros e as vezes vão muito depressa.